Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2006
Anulus adfectionis
Poucas pessoas não terão alguma vez visto ou ouvido falar dos «anéis de humor». São anéis que supostamente reflectem o estado de espírito de quem o usa. Este tipo de anéis foi criado por Joshua Reynolds na década de 70 do século XX. Reynolds tinha um diploma em Psicologia e herdeiro da fortuna da tabaqueira do pai.

Naturalmente os anéis não possuem qualquer tipo de habilidade de «leitura» de mentes. Como e porquê se realiza então as suas mudanças quando inseridos nos dedos?

Como muitos saberão ou intuirão, as mudanças da cor da pedra do anel devem-se à temperatura do dedo onde está colocado.
A qualidade que alguns materiais têm de mudar de cor conforme a temperatura a que se encontram chama-se «termocromatismo».
No caso dos «anéis de humor» (humor como sinónimo de «estado de espírito») o material que se encontra na pedra do anel reage à temperatura dos dedos, que varia conforme a vasoconstrição (o estreitamento das artérias e das veias), a temperatura ambiente ou a temperatura a que se encontra na altura a mão.

Há várias substâncias com que têm «termocromatismo». As mais conhecidas são os cristais líquidos, presentes em ecrãs planos, telemóveis, anéis de humor, ...
Um cristal líquido tem um aspecto granuloso (semelhante a pedras de sal ou açúcar).
Há medida que a temperatura sobe os cristais vão tornando-se mais viscosos até eventualmente se tornarem líquidos. Quando a temperatura desce voltam gradualmente ao estado sólido.

Há vários tipos de cristais líquidos, que possuem características diferentes de reacção a mudanças de temperatura e, como tal, são usados de formas diferentes para os fins a que se destinam:

disposição dos cristais líquidos nemáticos~ os cristais líquidos nemáticos (do grego «nemato» - semelhante a uma corda) são usados em aparelhos electrónicos, como monitores planos, telemóveis,... Têm uma baixa viscosidade à temperatura ambiente e suportam temperaturas entre os -21º C e 95º C. Apesar da sua viscosidade têm a tendência para se manterem alinhados (como uma corda). Quando são sujeitos a energia (luz, electricidade, temperatura,...) mudam a sua disposição como um todo, alterando-se em «uníssono». Assim, quando a luz inside num cristal líquido nemático a uma determinada temperatura, é reflectida de uma forma (produzindo uma cor), quando o cristal está a outra temperatura (e portanto com outra disposição) a luz é reflectida de outra forma, produzindo outra cor. É dessa forma que funcionam os LCD (Liquid crystal display).

disposição dos cristais líquidos colestéricos~ os cristais líquidos colestéricos são mais sensíveis às mudanças de temperatura ambiente do que os nemáticos. Estes cristais também se alinham mas possuem um grau de «liberdade» que lhes permite ter alguns graus de inclinação diferente dos dos seus vizinhos. À medida que a temperatura vai subindo, os cristais vão mudando de posição e vão passando de vermelho (o mais frio) até ao azul (mais quente), passando pelo amarelo, pelo verde e outras cores intermédias, num fenómeno conhecido como «reflexão selectiva».

Os «anéis de humor» podem ser produzidos de duas maneiras: um invólucro de vidro contendo cristais líquidos ou um cristal transparente sobre uma película de cristais líquidos.
O exterior metálico do anel conduz o calor do dedo para os cristais líquidos no interior.
Quando algum estado emocional provoca a vasoconstrição ou vasodilatação dos dedos da mão, a temperatura muda e os cristais líquidos alteram a forma como reflectem a luz que neles inside. Quando são retirados, geralmente a temperatura ambiente é inferior à do corpo, pelo que o anel fica preto.

O facto de serem muito sensíveis à temperatura torna-os pouco fiáveis a reflectir a temperatura do corpo: se as mãos forem mergulhadas em água fria ou estiverem à frente de um aquecedor a cor do anel reflecte essa mudança de temperatura e não a do corpo. Outros factores também alteram a cor da luz reflectida pelos cristais líquidos. Na imagem ao lado, a mão de um homem foi mergulhada em tinta com cristais líquidos.
Na primeira imagem os dedos ficam azuis (indicando que a mão está quente). Na segunda imagem, após o homem fumar um cigarro a sua mão fica mais fria (porque a circulação sanguínea é afectada pela nicotina) e a luz reflectida fica verde.
(para mais sobre os cigarros ver o artigo Fumare salutem)

Cada fabricante de «anéis de humor» tem a sua própria tabela de interpretação das cores dos anéis, mas geralmente o azul é a cor associada ao bem-estar ou ao amor (a mão está mais quente) e a cor vermelha (ou mesmo a preta) é associada a mal-estar, agitação e desconforto (a mão está muito fria). A cor verde é a cor associada a um estado de espírito normal, pois essa é a cor da luz reflectida pelos cristais líquidos entre os 28º C e os 37º C
(a temperatura normal do corpo humano saudável é, mais ou menos, 37º C).

Os «anéis de humor» não são mais do que termómetros pouco precisos...

No título «anel de estado de espírito»


Publicado por Mauro Maia às 21:05
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

12 comentários:
De PN a 27 de Janeiro de 2006 às 00:44
Mais um serviço do cognosco para desmistificar alguns mitos


De adivinha a 27 de Janeiro de 2006 às 09:58
é interessante...também tive uma anel desses e sempre achei estranho ele só mudar de cor quando estava ao sol...;)
Obrigado pela expliação


De Mauro a 27 de Janeiro de 2006 às 10:10
Obrigado, «PxN», pelas tuas visitas e comentários. Os «anéis de humor» reaparecem de vez em quando e ontem fui confrontado com uma série de pessoas orgulhosamente exibindo os seus sem noção do que na verdade mostravam. Ocorreu-me entãio a ideia de escrever este artigo. E obrigado também, «adivinha, pela visita. Os «anéis de humor» são muito sensíveis às mudanças de temperatura. Li, algures, o testemunho de alguém a quem foi oferecido um e que um dia tomou banho com o anel posto. Nunca mais o anel mudou de cor, passou permanentemente a ser multi-color: a temperatura da água ultrapassou os limites dos cristais líquidos colestéricos do seu anel...


De deprofundis a 27 de Janeiro de 2006 às 18:40
Dir-se-ia que, para qualquer invenção, há sempre um vigarista disposto a enganar o próximo... E o pior é que há sempre gente disposta a deixar-se enganar.


De Mauro a 27 de Janeiro de 2006 às 22:48
Principalmente quando elas parecem ser criadas logo à partida com um sentido de lograr o próximo (e o distante). Uma tão maravilhosa descoberta, os cristais líquidos, tão mal usados e incompreendidos... Ainda bem que temos os ecrãs planos, senão era um desperdício...


De Maria Papoila a 27 de Janeiro de 2006 às 23:12
Nunca tinha ouvido falar nesta história dos aneis de humor. Não costumo avaliar o humor dos pacientes pela coloração dos anéis. É interessante falares nisso e lembrei-me de imediato das "pulseiras" milagrosas que de tempos a tempos aparecem... Beijo


De Mauro a 27 de Janeiro de 2006 às 23:21
Este tipo de anéis, «Maria Papoila», são colocados no dedo e mudam de cor supostamente por reflectirem o estado de espírito da pessoa que os usa. Volta e meia reaparecem, fazem moda, desaparecem outra vez para mais tarde ressurgirem. Só muito indirectamente podem-se relacionar com o estado de espírito da pessoa. Por exemplo, basta ver que a temperatura do corpo sobe por duas emoções diametralmente opostas: quando se está apaixonado e quando se está encolerizado. Amor e raiva produzirão a mesma cor no anel... As pulseiras que referes eu nunca vi, mas lembro-me de ver publicidade: é suposto terem qualidades magnéticos que «curam» males, não é?


De Lady Nox a 29 de Janeiro de 2006 às 19:16
Lembro-me de em miúda haver umas plaquinhas com uma escala de cores ao lado, que também forneceria "estados de alma". E intrigou-me o seu funcionamento, até perceber que quando tinha as mãos frias o resultado era diferente das mãos quentes... bons tempos.


De Mauro a 30 de Janeiro de 2006 às 23:55
Pelos vistos, «Lady Nox», as plaquinhas que referes deveriam ter também, no seu interior, cristais líquidos. O conceito deve ser em tudo semelhante ao dos anéis mas com um formato diferente. Nunca vi dessas plaquinhas que referes, nem em criança nem em adulto, mas agora há como perceber como funcionam.


De Lady Nox a 31 de Janeiro de 2006 às 15:59
Eram umas coisas mínimas, muito rudimentares, suficientes apenas para deixar a impressão de um dedo completo... já quase nem me lembrava disso, não fosse o artigo aqui :-)


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Olá Ribeiro. Eis um link atualizado para a folha d...
Seria possível fornecer um link atualizado para o ...
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005