Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Sábado, 17 de Dezembro de 2005
Ala membranae
As singelas formigas constituem um dos grupos animais com maior sucesso do mundo.
Por mais incómodas que por vezes parecem, são, sem dúvida, animais invejáveis pela suas capacidades enquanto pequenos insectos com uma tremenda força social.

As formigas pertencem ao:
~ Reino Animal (seres multicelulares, com locomoção e que se alimentam de outros organismos. eg. peixes, aves, insectos, répteis, mamíferos, crustáceos,...);
~ Filo Artópode «pés unidos» (animais com o corpo segmentado, com apêndices em cada segmento, coração no dorso e sistema nervoso no ventre. e.g. insectos, aracnídeos, crustáceos...);
~ Classe Insectos (artópodes com exosqueletos de quitina, corpo segmentado em cabeça, tórax e abdómen e um par de pernas em cada segmento, um total de 6. e.g. moscas, mosquitos, abelhas, formigas,...);
~ Ordem Himenoptera «asas de membrana» (insectos com 2 pares de asas membranosas e translúcidas, em que o primeiro par de asas é maior do que o segundo e nas quais as fêmeas têm um ovipositor, para a colocação dos ovos. e.g. formigas, abelhas, vespas e verejeiras);

Desta classificação é possível extrair uma série de curiosas informações:

~ Todos os seres vivos que se deslocam pelos seus meios e que se alimentam de outros seres vivos são animais. Assim, e ao contrário da noção comum, os peixes são animais, os insectos são animais, as minhocas são animais,...
~ Geralmente pensa-se erradamente que as aranhas são insectos. Mas as aranhas (e outros aracnídeos como os escorpiões e os ácaros) têm 4 pares de patas (os insectos, como a formiga, têm 3 pares). Além disso só têm 2 segmentos corporais (ao contrário dos 3 dos insectos), não têm antenas como os insectos e têm olhos simples, constituidos por uma só lente (ao contrário dos olhos dos insectos)
~ Apesar da sua aparência as verejeiras não são moscas grandes. As verejeiras pertencem à Ordem Himenoptera («hymeno» membrana e «ptera» asa) enquanto as moscas pertencem à ordem Diptera («di» duas e «ptera» asa).
As larvas das verejeiras são vegetarianas, apesar dos adultos caçarem outros insectos.
As larvas das moscas alimentam-se de carne (putrefacta).
Nas himenopteras os dois pares de asas, apesar de tamanhos diferentes, são ambos funcionais. Nas dipteras o segundo par é extremamente reduzido (o nome da ordem serve para lembrar este par quase vestigial).
Da ordem Diptera fazem também parte os mosquitos.
(Ver Girl Power sobre estes insectos)

Mas o facto mais curioso é a inclusão, na mesma ordem Himenoptera, das formigas, das vespas e das abelhas.
A maioria das pessoas consegue ver a semelhança entre as abelhas e as vespas.
Mas o que têm as duas a ver com as formigas?
Apesar de geralmente não terem asas, nas formigas há um tipo especial que desenvolve asas e voa. São as próximas rainhas, que nascem maiores do que as restantes formigas e com asas. Após sairem em grandes quantidades e fazerem um voo de acasalamento, as formigas fêmeas pousam no solo após a cópula e encontram um sítio para fundarem a nova colónia.
Além disso há uma espécie de formiga que possui igualmente um ferrão com veneno: as «Formigas Matabele», da África.
Matabele significa, na língua local, «guerreira».
Formiga Matabele

O ferrão das abelhas e das vespas é um ovipositor transformado.

E em termos evolutivos as formigas são vespas. Durante muito tempo não havia registos fósseis da ascendência evolutiva das formigas. Conheciam-se vários registos fósseis de formigas, com 50 milhões de anos. Eram espécies que não existem actualmente, mas cuja disposição corporal era igual às das formigas actuais. Mas não havia nenhum registo da espécie que as antecedeu, a chamada forma intermédia, a espécie que possui características comuns a dois grupos distintos.
A falta de antepassados evolutivos das formigas foi citada pelos criacionistas (que acreditam que todas as espécies existentes actualmente foram criadas ao mesmo tempo e que nunca se alteraram) como evidência contra a evolução.
Mas os especialistas acreditavam que um fóssil da espécie intermédia que evoluiu para as modernas formigas surgiria.
Em 1967 foram encontrados dois insectos preservados em âmbar (resina fossilizada).
Estes insectos, com 90 milhões de anos, tinham formas intermédias entre as vespas solitárias e as formigas. A essa espécie foi denominada Sphecomyrma («vespa formiga»).
As sociais formigas descendem de um eremita insecto, a vespa solitária.

Uma das diferenças entre as vespas (que geralmente vivem em colónias e caçam para o grupo. As 3 ou quatro espécies em que os indivíduos vivem isoladamente chamam-se vespas solitárias) e as abelhas é que (todas) as vespas alimentam as suas larvas com a carne dos insectos que caçam, enquanto as abelhas alimentam as suas larvas com mel. As vespas solitárias paalisam as sua presas com veneno e depositam os ovos no corpo paralisado dos insectos. Assim, quando as larvas nascem, podem alimentar-se de carne não putrefacta (ao contrário das moscas).

Nas himenopteras o sexo do indivíduo é determinado pela quantidade de cromossomas que tem. Ovos fertilizados têm dois conjuntos de cromossomas e tornam-se fêmeas. Ovos não fertilizados têm um conjunto de cromossomas e tornam-se machos.
As fêmeas himenopteras férteis (abelhas-rainha, vespas-rainha e formigas-rainha) têm uma invejável capacidade: armazenam os espermatozóides que receberam no seu primeiro voo (o voo nupcial) e depois podem escolher quando os ovos são fecundados. Ovos fecundados são origem a fêmeas (estéreis no caso das obreiras e das soldados) e os não fecundados dão origem a machos (cuja única finalidade é fecundarem uma vez um fêmea, morrendo em seguida.)
As formigas, as abelhas e as vespas não necessitam assim de anti-concepcionais.
São elas que determinam quando e se a fecundação se dará.


Algumas das formigas que realizam feitos (quer «bons» quer «maus») que geralmente se associam apenas as seres humanos:

Formica Sanguinis~ as formigas do grupo Formica sanguinea não trabalham, não cuidam das suas larvas nem procuram alimento. A única coisa que as espécies pertencentes a este grupo fazem é atacar ninhos de outras formigas e roubar os ovos ainda por eclodirem. Matam as formigas que lhes façam frente mas não atacam a rainha da colónia atacada. Levam-nos para o seu ninho e não as comem: deixam-nas nascer. Quando as formigas de outras espécies nascem no ninho «Formica sanguinea», trata as formigas que a rodeiam como sendo as da sua espécie e fazem o que fariam no seu próprio ninho: cuidam das larvas, vã apanhar alimento fora da colónia e alimentam as suas «senhoras». Um típico caso de escravidão no mundo das formigas. Quando as formigas-escravas ficam demasiado velhas ou morrem, as Formica sanguinea organizam outra expedição para apanhar mais ovos de outras formigas ainda por nascer. Não matam a rainha das colónias atacadas para que estas sobrevivam para pôr mais ovos, ou seja, potencias novas servas...

EcitonAs formigas do grupo Eciton, originárias do continente americano, formam verdadeiros exércitos que pilham e destroem tudo à sua passagem. Estas formigas, também conhecidas como «Formigas Legionárias», não têm um ninho fixo. Os seus corpos são as paredes e as pernas de toda a colónia (isto é, as formigas simultaneamente são o seu ninho e movem o seu ninho). De duas em duas semanas, toda a colónia (geralmente de mais de 1 milhão de indivíduos) muda-se, após ter predado todos os seres vivos suficientemente lentos (ou pequenos) para não lhes conseguirem fugir. À medida que se deslocam, a rainha e os ovos por eclodir, são transportados em segurança. Quando se confrontam com um obstáculo, as Eciton juntam as mandíbulas e as patas e formam pontes vivas, passando todo o resto da colónia sobre elas. Uma só formiga é capaz de suportar o peso de 100 outras! São especialmente salientes as suas mandíbulas, que até pele e carne humana trespasam.

Lepiotaceae~ As formigas da família Lepiotaceae são agricultoras. Conhecidas como «Cortadoras de folhas», estas formigas possuem fungos, no seu ninho, uma câmara especial, bem no seu interior onde a temperatura e humidade são constantes. As «Cortadoras de folhas» cortam as folhas das árvores que encontram (conseguem, por exemplo, despir por completo um limoeiro num único dia) e levam-nas para o seu ninho. As folhas cortadas são colocadas na câmara fos fungos e, à medida que as folhas apodrecem, os fungos alimentam-se das folhas. As formigas alimentam-se então dos fungos que cultivaram. Uma outra característica única destas formigas é que produzem, no seu dorso, potentes antibióticos. Dessa forma protegem-se a si e aos seus fungos cultivados, de bolores e batérias tóxicas. Ao contrário dos antibióticos conhecidos pelo Ser Humano, os antibióticos destas formigas nunca perdem a sua eficácia, por muitas vezses que sejam usados. Ou seja, são agricultoras em todos os sentidos da palavra: plantam as espécies de que alimentam, fornecem-lhes adubos e protegem-nas com pesticidas.

~ Várias espécies de formigas são também pastoras. Há um insecto chamado Afídeo (Aphis craccivora), geralmente verde e com poucos milímetros de comprimento que produz uma substância açucarada no seu abdómen. Muitas espécies de formigas apreciam sugar as gotas desta substância extremamente doce. Para isso, protegem os pulgões, que se alimentam das folhas de plantas, dos seus predadores naturais, como as joaninhas. Para induzir o pulgão a libertar uma gota, esfregam as suas costas com as suas antenas. Com este sinal, uma gota surge no topo do abdómen do pulgão com que a formiga se deleita. Ou seja, as formigas protegem outra espécie animal dos seus predadores e «ordenham» o líquido produzido por eles. Por outras palavras, são pastoras...

No título «Asa de membrana»</i>


Publicado por Mauro Maia às 15:54
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

4 comentários:
De maresia a 18 de Dezembro de 2005 às 20:51
eu acredito piamente que fui osga, lagarto ou salamandra num qualquer século antes de Cristo. as osgas não fogem da minha mão e eu nunca gritei ao ver uma trepar pela sol acima. o que tens por aí que me possas ensinar de mim no outro tempo?


De Maria Papoila a 19 de Dezembro de 2005 às 21:47
O que apendi hoje sobre formigas! Interessante, ficar a conhecer que as formigas têm um antepessado comum às vespas! Gostei muito deste artigo sobre todos estes insectos que vagueiam lá pelo campo. Beijo


De Rui a 22 de Dezembro de 2005 às 13:53
Sempre achei piada às formigas. Afinal, elas são os autênticos super-heróis do mundo animal, com aquela história de levantarem cinquenta vezes o seu peso e construírem edificações imensamente maiores. Como diria o outro: "Fascinanting species, as formigas!" ;)


De Elsita a 26 de Dezembro de 2005 às 14:54
É de facto com muito interesse que assisto a programas naturalmente no NAtional Geographic sobre as formigas, são de facto espantosas a sua forma de organização social, e não só! Tanto que temos para aprender com elas, aliás saber, nós até sabemos, apenas temos que colocar em prática. Excelente artigo. Até Janeiro de 2006. Boas Festas tambem para ti


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005