Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Terça-feira, 1 de Novembro de 2005
Rubrum cor
Quantas vezes acontece que, quando estamos a escrever um texto para uma página da internet ou num blog, queiramos escrever uma letra especial, não existente no alfabeto que temos disponível no teclado e não sabemos como? Facilmente escrevemos um endereço de um e-mail (como mauro.maia@sapo.pt) mas e se quisermos escrever a letra grega «alfa»?
Ou uma seta, sem ser a pouco atraente «->»?

Geralmente desiste-se ou pensa-se em alternativas, quando possível.
Mas tal não é necessário, nem é preciso ter alguma fonte de letras instalada no computador ou no servido da internet.
A própria linguagem http (HyperText Transfer Protocol) possui uma forma de introduzir caracteres especiais, que não estão incluídos no teclado e que abrangem uma grande variedade de letras e símbolos diferentes. Eis então uma lista dos códigos desses caracteres e a forma de os incluir no texto.

Suponhamos que estamos a escrever um texto em que queremos incluir as letras gregas «alfa» e «beta», Por exemplo «A palavra alfabeto deriva das duas primeiras letras gregas: alpha (α) e beta (β)». Para escrever as duas letras como elas são limitei-me a escrever, no lugar onde queria que surgissem, &# seguido (sem espaços) do código para essa letra (no caso do «alfa» é &#945 e no «beta» &#946).

Ou então , por vezes gostávamos de puder escrever algum texto entre os símbolos maior (<) e menor (>), numa espécie de comentário sem usar os batidos parêntesis ou as vírgulas.
Por exemplo «Ela deslocou-se pela floresta com a graciosidade de um felino e... <ups> tropeçou e caiu numa poça de água.»
Se se colocar simplesmente < e > a partir do teclado, o texto ficará
«Ela deslocou-se pela floresta com a graciosidade de um felino e... tropeçou e caiu numa poça de água.», porque o blog assume como um comando um texto entre esses dois símbolos. Para os escrever escrevi &#60 (<) e &#62 (>).
Também se quisermos referir um comando a usar num blog sem que ele o faça no nosso texto, utilizaremos estes códigos. Por exemplo, «Para escrever um texto em expoente escreve-se o texto entre <sup> e </sup>» como em S.ra Dna Maria. Como item usa-se <sub> e </sub>», como em H2O. O incoveniente é que as linhas são afastadas para dar espaço, o que, como neste caso, pode não ser muito estético...»

São estes então os códigos de alguns dos caracteres especiais que puderão surgir como necessários mais vezes e não é possível fazer pelo teclado
(a lista está ordenada por contexto e não por número de código):

© copyright &#169
® marca registada &#174
trademark &#8482
Æ AE latino maiúsculo &#198
æ ae latino minúsculo &#230
Œ OE latino maiúsculo &#338
æ oe latino minúscula &#339
Ð ETH latino &#208
Ø O cortado maiúsculo, conjunto vazio &#216
ø o cortado minúsculo, conjunto vazio &#248
Þ «A língua de fora do mIRC» maiúscula &#222
þ «A língua de fora do mIRC» minúscula &#254
α alfa minúsculo &#945
β beta minúsculo &#946
γ gama minúsculo &#947
δ delta minúsculo &#948
ε epsilon minúsculo &#949
ζ zeta minúsculo &#950
η eta minúsculo &#951
θ theta minúsculo &#952
ι iota minúsculo &#953
κ kapa minúsculo &#954
λ lambda minúsculo &#955
μ miu minúsculo &#956
ν nu minúsculo &#957
ξ xi minúsculo &#958
ο omicron minúsculo &#959
π pi minúsculo &#960
ρ ro minúsculo &#961
ς sigma minúsculo &#962
σ tau minúsculo &#963
τ tau alternativo &#964
υ upsilon minúsculo &#965
φ fi minúsculo &#966
χ qui minúsculo &#967
ψ psi minúsculo &#968
ω ómega minúsculo &#969
pequeno círculo preto &#8226
seta à esquerda &#8592
seta acima &#8592
seta à direita &#8594
seta abaixo &#8595
seta esquerda-direita &#8596
× multiplicação &#215
÷ divisão &#247
raíz &#8730
somatório &#8721
infinito &#8734
«e» lógico &#8743
«ou» lógico &#8744
intersecção &#8745
união &#8746
conclusão lógica &#8756
aproximadamente igual a &#8776
diferente de &#8800
«espadas» &#9824
«paus» &#9827
«copas» &#9829
«ouros» &#9830 (ouros a branco seria &#9674 ◊...)
punhal &#8224
duplo «mais» &#8225
permilagem &#8240

e.g.
«Levantei o meu punhal, pronto para matar o meu único amor, o meu alfa e o meu ómega, o meu somatório de todo o belo, o meu infinito. Hesitei e esmoreci... Conclusão lógica: amo-a demais...»

ficaria

«Levantei o meu &#8224, pronto para matar o meu único &#9829, o meu &#945 e o meu &#969, o meu &#8721 de todo o belo, o meu &#8734. Hesitei e esmoreci... &#8756 amo-a demais...»

que se vê como

«Levantei o meu †, pronto para matar o meu único ♥, o meu α e o meu ω, o meu ∑ de todo o belo, o meu ∞. Hesitei e esmoreci... ∴ amo-a demais...»

Já agora, para fazer , escrever-se-ia
<font color="red">&#9829</font>.

Para as cores: "azul «blue»; verde «verde»; amarelo «amarelo»; branco "white";...

No título «Coração vermelho»


Publicado por Mauro Maia às 17:17
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

10 comentários:
De marius70 a 2 de Novembro de 2005 às 08:37
Bom dia Mauro, o que se aprende por aqui!... Eu limito-me a ler pois como diria o pintor que expunha os quadros em Veneza: «Não vá o sapateiro para além do chinelo». Leio e aprendo.


De Mauro a 2 de Novembro de 2005 às 10:29
Ave Marius, é um prazer receber tão augusta visita. Deixemos o vestibulum e desloquemo-nos até ao peristylium para dialogarmos amenamente sobre as notícias das nossas gloriosos tropas. E não digas ao sapateiro que também eu ando a tentar fazer chinelos...


De Mudar o template a 2 de Novembro de 2005 às 12:07
Estes códigos, nem sempre são os mesmos nos computadores todos. Basta o programa não ser o mesmo. Podem ser alterados de forma a ser mais fácil memorizar aqueles que utilizamos mais vezes.


De Mudar o template a 2 de Novembro de 2005 às 12:09
Já deixei a resposta do teu blog de testes. Apaga depois este comentário.


De Mauro a 2 de Novembro de 2005 às 12:27
Seria, de facto, de grande interesse saber como realizar esta alteração de modo a ser mais fácil de utilizar estes códigos. Como o que escrevi neste artigo foi o fruto de ser auto-didacta nestas coisas dos blogs, é natural que muito me escape. Há que tentar e acima de tudo abrir os olhos para aprender sempre. Se puderes, poderás então explicar como fazer essa alteração?


De Elsita a 2 de Novembro de 2005 às 14:03
Bem eu estava mesmo a precisar destas dicas, agora só me falta mesmo ter tempo para aplicá-las, mas...o saber não ocupa lugar, não é mesmo. Obrigadão! Beijinho e tambem estou no:
http://EEstaHeim.blogs.sapo.pt


De deprofundis a 2 de Novembro de 2005 às 19:03
Há um modo mais fácil de se obterem os sinais gáficos de que fala. Basta ter à mão uma tabela de caracteres ASCII e usar os números da coluna "Decimal". Para se obter ♠ basta carregar na tecla Alt (a do lado esquerdo) e, mantendo-a premida, carregar no número 6 do "numeric pad". Ao tirar o dedo, aparece o sinal que queremos. Para o naipe de paus, (♣) é alt+5; para a libra (£) é alt+156, e por aí fora.


De Mauro a 2 de Novembro de 2005 às 20:20
Eu também não uso muito, Elsita, mas é bom saber como fazer quando quero fazer. Eu tenho uma lista com todos(?) os códigos disponíveis. Eu recordo-me de usar, no meu PC, o que dizes, deprofundis. Mas o meu PC está longe e eu só posso usar o meu Laptop. Quando mantenho primado o ALT e carrego numa outra tecla escuta-se um sinal sonoro e nada surge escrito. Foi com muita pena minha que descobri que não podia usar a tecla ALT no portátil. Só fiquei mais contente quando descobri esta outra forma de fazer. Obrigado pelo comentário, deprofundis, se alguém puder fazer com o alt dá menos trabalho. Mas os códigos são válidos na mesma. Basta só esquecer o & e o # e carregar por ordem nos números do código, sem largar o ALT. Assim que se larga a tecla surge o caracter. Será esta a forma mais fácil que já tinham mencionado aqui nos comentários?!


De Maria Papoila a 3 de Novembro de 2005 às 00:06
Para já, este é mais um artigo para imprimir...e muitíssimo pertinente! É sempre uma surpresa agradável entrar no COGNOSCO! Beijo


De Mauro a 3 de Novembro de 2005 às 00:17
O teu prazer em cá vir, Maria Papoila, não é certamente maior do que o meu prazer em que cá venhas. Obrigado, mais uma vez, pelo apoio, pelo apreço, pela visita e pelo comentário.


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005