Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Sexta-feira, 2 de Setembro de 2005
Lammina licentiae

A poucos dias de me ausentar de férias, vi uma das novas matrículas. Acabadas as matrículas com as letras no fim é a vez das novas matrículas com as letras no meio. «**-**-MM» para «**-MM-**». Era o final do mês de Julho e eis que, numa via rápida, passa, a toda a velocidade, um vaidoso veículo com a matrícula «**-AB-**» de 06 de 2005...

E esta matrícula deu-me que pensar. Ainda me lembrava bem quando as matrículas passaram de 2 letras no início para 2 letras no fim. As matrículas com as letras no fim devem datar da década de 90. E em pouco tempo esgotou-se essa leva de matrículas? É com facilidade que se entende que, para cada conjunto de 2 letras, há 10 mil matrículas. Para cada conjunto as matrículas vão de 0000 até 9999.

~ Espera aí, o Sol fez-te mal à calculadora? Então 9 999 - 0 000 = 9 999, uma matrícula menos do que 10 mil!

Obviamente que o número de matrículas entre 0 000 e 9 999 é de 10 000. Aliás, para contar o número de itens de uma lista sequencialmente ordenada de números basta que, ao último número, se subtraia o primeiro e se some 1. Para se entender o porquê da necessidade de somar esse um final veja-se um simples exemplo. Suponha-se que se quer fotocópias de um livro, digamos da página 2 à página 5. É claro que se subtrairmos 5 - 2 obtemos 3. Teremos então a pagar 3 fotocópias? Não, tirámos fotocópias das páginas 2 3 4 5, ou seja 4 fotocópias. O acto de subtrair elimina um dos extremos da lista, que tem de ser reposto com a soma de um.
No caso das matrículas é a mesma coisa: 9 999 - 0 000 + 1 = 10 000.

Ou seja, para cada conjunto de 2 letras há 10 mil matrículas: 10 mil AA,... , 10 mil ZZ.
E quantos conjuntos de 2 letras existem? O alfabeto português tem 23 letras. Para cada primeira letra há 23 segundas letras. Então há 23 x 23 = 529 conjuntos de 2 letras. No conjunto de matrículas «2 números - 2 números - 2 letras» houve 529 x 10 000 = 5 290 000 (5 milhões e 290 mil). Em mais ou menos 15 anos foram vendidos 5 milhões e 290 mil carros em Portugal!

Uma média de 352 666 carros por ano ou 29 388 por mês ou 963 carros por dia. Aproximadamente mil por dia. Justifica-se então as palavras de um anónimo que, em plena crise, foi entrevistado no aeroporto a caminho da férias: «Crise?! A crise é psicológica!»

~ Agora apanhei-te! Alfabeto português? Há matrículas com K!

Se bem que as matrículas portuguesas só usam nas matrículas o alfabeto português, há uma excepção. Houve uma altura em que saía muito mais barato sair de Portugal e comprar um carro no estrangeiro. O selo automóvel era muito menor lá fora e registava-se depois o carro em Portugal. Simples e barato. Claro que o Governo acabou logo com isso e qualquer carro comprado no estrangeiro, para além de pagar as taxas do país de origem assim que chega a Portugal tem de pagar também o selo automóvel. Esses carros são registados com a matrícula com um K.

Foi então, com curiosidade, que decidi prestar atenção às novas matrículas «2 números - 2 letras - 2 números». Em 2004 ainda vigoravam as com 2 letras no fim:
.:. «**-**-ZC» de 10-2004; «**-**-ZD» de 11-2004; «**-**-ZM» 01-2005; «**-**-ZV» de 05-2005; «**-**-ZX» de 05-2005 e «**-**-ZZ» de 05-2005.
Veja-se que no mesmo mês de Maio de 2005 venderam-se as matrículas ZV, as ZX e as ZZ. Como cada conjunto de duas letras corresponde a 10 mil matrículas, venderam-se 30 mil carros novos no mês de Maio!

.:. Mas eis que começam as novas matrículas ainda no mesmo mês: «**-AA-**» em 05-2005.
Entre 20 000 e 40 000 carros em Maio de 2005. Uma média de 40 000 carros num mês.

.:. Em Junho de 2005 houve «**-AB-**»; «**-AC-**»; «**-AD-**» e «**-AE-**»
Novamente 4 conjuntos, uma média de 40 000 carros num mês.
.:. Em Julho de 2005 houve «**-AG-**»; «**-AH-**» e ainda «**-AI-**»
3 conjuntos, média de 30 000 carros.
.:. Verifiquei a existência de uma matrícula «13-AI-**» de Julho de 2005. Vi depois uma matrícula «86-AI-**» já de 08-2005. Já constatei a existência de «**-AJ-**» ainda do mês de Agosto.
Tudo aponta para uma nova média de 30 000 carros.
Está verdadeiramente em crise um país onde se vendem cerca de 30 000 carros num mês, havendo 10 milhões de habitantes?

~ Caramba, que forma de passar as férias, a ver matrículas...

 

Estes dados foram fáceis de recolher devido à ainda habitual asneira de as pessoas passarem o dia inteiro na praia, sujeitando às horas de maior risco de cancro de pele. Assim que saía da praia para almoçar era só prestar atenção às centenas de carros estacionados pelo caminho...

No início do ano 2007, tem sido possível continuar com o registo do progresso das matrículas dos carros em Portugal, i.e., da venda de carros novos desde Maio de 2005. Por razões de inacessibilidade a dados mais exactos e por razões estatísticas, um determinado conjunto de duas letras foi associado ao mês em que possui mais matrículas. Assim, não é porque existem veículos com, por exemplo, a matrícula BL em Abril de 2006 que a maioria das matrículas BL não é do mês de Março de 2006. É uma questão de maioria e as aproximações feitas deverão mais ou menos cancelar-se no todo do registo. Também saliento a existência de algumas «aves raras» neste sistema de atribuições de matrículas. Algumas (poucas) fogem à sequenciação regular e é possível ver-se, por exemplo, matrículas CO de Maio de 1999. Mas estas são excepções e em nada afectam o registo normal de matrículas (claro que por ser excepção não confirma a regra e bem gostava eu de saber de onde terá surgido essa «pérola» de sabedoria popular tão... ilógica). Um carro com matrícula AB foi vendido há mais tempo do que um com matrícula BA, numa significativa maioria dos casos. E a média de 30 mil carros novos por mês mantêm-se!



Publicado por Mauro Maia às 22:57
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

6 comentários:
De Rui a 4 de Setembro de 2005 às 21:32
Por outro lado, eu nunca vi uma matrícula do tipo "00-00-xx". Será que existem números "proibidos" nas matrículas?


De Mauro a 4 de Setembro de 2005 às 23:22
É de prestar atenção. Mas repara que só há 529 matrículas 00-00-xx. 529 matrículas em 5 290 000. A probabilidade de que se veja uma matrícula dessas é 529 / 5 290 000 = 0,00001. Talvez seja natural que nunca as tenhamos visto, se de facto existirem (desconheço). Certo é que as matrículas ##-##-AR (AçoRes) são matrículas registadas nos Açores e as ##-##-MA e ##-##-MD (MAdeira e MaDeira) são registas na Madeira. No continente nunca se compram carros com estas matrículas.


De js a 5 de Setembro de 2005 às 18:28
... eu chegaria, no entanto, à conclusão contrária à que chegaste... isto é 5 milhões de carros em 15 anos não é muito... eu por exemplo tenho uma viatura de 92 que apesar de a ter comprado em 2ª mão a data de matricula está inserida nesse periodo... não sei quantos condutores existem... mas apesar de tudo o parque automóvel está mais velho do que o que seria desejável...
Continua com os teus maravilhosos calculos...
FORÇ'AÍ!
js de http://politicatsf.blogs.sapo.pt
e integrante do Movimento PR'ó Coiso disponivel em http://mprcoiso.blogs.sapo.pt


De Mauro a 5 de Setembro de 2005 às 22:58
Puderá parecer pouco significativo 5 milhões em 15 anis. Mas quando se chega a uma média de 20 000 carros por mês alguma coisa não bate bem...


De Senhora_d0_Lago a 6 de Setembro de 2005 às 19:21
Considerando que se compram 20.000 carros por mês, nos últimos 15 anos (x180) compraram-se 3.600.000 carros. Segundo dados do INE de 31 de Dezembro de 2002: 3659417 (H+M) dos 25 aos 49 anos e 1730975 (H+M) dos 50 aos 64 anos (para compensar os que, com menos de 25 anos compram carro); Total = 5390392 (H+M). De onde se depreende que cada pessoa comprou 0.667855 nos últimos 15 anos. Não me parece muito, dado que por média compro 2 carros a cada 5 anos... 6 carros, nos 15 anos considerados. Seria interessante um estudo semelhante acerca dos telemóveis. Um blog inteligente. Parabéns!


De Mauro a 7 de Setembro de 2005 às 20:34
Obrigado pela visita e pelo comentário. É sempre bom verificar que frutificam as contas que se plantam nos virtuais campos lusos. As contas que fiz basearam-se unicamente na análise das matrículas novas que vi. A questão dos 5 290 000 carros vendidos em 15 anos (mera aproximação, uma vez que desconheço quando as matrículas com as letras no fim começaram) referem-se a carros novos, a que se dão novas matrículas. Os «5 390 392» do INE comtempla também a compra de carros usados. E penso que será claramente diferente comprar um carro novo ou um carro usado (e por isso mais barato). Não será de qualquer forma excessivo o número de carros novos vendidos? A diferença entre os meus cálculos de carros novos e a estatística do INE é de uns meros 100 392 carros usados, perante 5 milhões e 290 mil novos. A percentagem de carros usados perante os carros novos é 100 392 / 5 290 000 = 0,019 = 1,9% Continua a parecer-me que uma percentagem destas, num país na cauda da Europa e já ultrapassado pelas economias em crise da Europa de Leste, é excessiva. Se as compras fossem maioritariamente de carros usados percebia. Assim... Senhora d0 Lago, é com prazer que lhe estendo a minha capa e lhe beijo a mão.


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005