Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Terça-feira, 5 de Julho de 2005
Translations
DúvidaUma das mais comuns fontes de incorrectas interpretações e/ou traduções de obras de língua inglesa prende-se com as palavras que se assemelham a palavras portugusas mas que têm significados bem diferentes. De entre elas podemos apontar:

~ Comprehensive: uma interpretação apressada julgaria que significa compreensiva quando o seu verdadeiro significado é detalhado ou pormenorizado
E.g. He made a comprehensive list não é «Ele fez um lista compreensiva ou compreensível (como já tive várias infelizes oportunidades de escutar em traduções de programas).
Trata-se sim de Ele fez uma lista detalhada. Compreensiva é «understanding». Compreensível é «understandable».

~ Actually Mais uma vez uma tradução apressada pensaria que se trata de actualmente quando na verdade significa realmente ou na verdade.
E.g. Actually the sun shines here não significa «Actualmente o Sol brilha aqui».
Significa Na verdade o Sol brilha aqui. Actualmente é «This days» ou «Inthe present» ou expressões semelhantes.

~ Realize parece «realizar» quando na verdade é «entender» ou «perceber»
E.g. He realized that the movie was about não significa «Ele realizou o que o filme trata<».
Significa Ele entendeu do que o filme trata. Realizar é «Direct»

~ Director é graficamente igual ao director português mas na verdade é o realizador.
E.g. Steven is the director of the movie não é «O Steve é o director do filme».
É O Steve é o realizador do filme. Director costuma ser «Producer»

~ Push é a fonte de alguns embaraços diante de portas públicas com indicações em Inglês. Aos menos avisados a inscrição numa porta que diz «push» significa que é para «puxar» a porta para abrir. Na verdade é empurrar (puxar em Inglês é pull)
E.g. He pushed me não é «ele puxou-me».
É Ele empurrou-me.

~ Shoot parece «chutar» mas é disparar.
E.g. He will shoot the ball não significa «Ele vai chutar a bola».
Significa Ele vai disparar contra a bola.

~ Bark parece ser a palavra alusiva a «barco». Na verdade é o verbo ladrar (ou o substantivo «latido») ou a substância cortiça.
E.g. The dog barked não é «O cão embarca».
É «O cão ladra».

~ Outras duas fontes de enganos são algumas patente militares.
Assim Captain parece o português «capitão» e Commander parece «comandante». Mas na verdade é o contrário. Em Portugal o Comandante está acima do Capitão.
Mas em Inglês «Captain» é Comandante e «Commander</b> é capitão.

Já em outro artigo se referiu que a má tradução pode dimiuir em muito o brilho de uma excelente obra, literária, televisiva ou cinematográfica. Estes são alguns exemplos do que não deve ocorrer e também uma chamada de atenção para quem se aventura na apreciação de uma obra no original inglês.
No título «Traduções» e não «translacções».


Para mais exemplos de apressadas e/ou incorrectas traduções Inglês-Portugês ver o artigo Translations to the letter... (Traduções para a letra...) no Blog Bloquito.


Publicado por Mauro Maia às 21:55
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

4 comentários:
De Lady Nox a 7 de Julho de 2005 às 15:30
A história das traduções à letra tem por vezes consequências hilariantes, principalmente quando surge da atrapalhação de alguns jornalistas... mas surgiu-me uma pequena dúvida: "understandable" corresponde a compreensiva ou a compreensível...?


De Mauro a 7 de Julho de 2005 às 16:41
Tens toda a razão, Mylady. Nem vou tentar desculpar tamanho deslize. Muito obrigado pelos olhos de lince. Não há dúvida que as coisas funcionam melhor quando temos mais alguns pares de olhos a reverem o que escrevemos. O artigo já se encontra modificado.


De Lady Nox a 7 de Julho de 2005 às 16:45
Este foi um deslize perfeitamente desculpável...! E a celeridade com que foi corrigido só é de louvar...


De maresia a 10 de Julho de 2005 às 13:35
nem te passa pela cabeça as coisas que às vezes leio... pior do que uma tradução (ou uma localização, como chamamos no meio informático, pois passa por uma adaptação muito específica do texto original ao nicho a que se refere). mas pior do que as traduções de inglês, são as de espanhol... nossas senhora, as coisas que às vezes conseguimos (não)dizer. de retroversão, a melhor que eu conheço é o "constipated" quando estamos com uma constipação! ahahaha


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
45 comentários
Artigos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005