Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Segunda-feira, 20 de Junho de 2005
Quatae collactanae
Há 4 forças físicas fundamentais no Universo:</br></br>Gravidade~ Gravidade: é a força menos poderosa do Universo, apesar do seu alcance infinito lhe dar o carácter universal que falta às outras. É uma força que depende somente da massa dos objectos, pelo que as interecções entre os corpos do Universo são feitas pela Gravidade. A sua influência sobre os corpos diminui com o quadrado da distância entre eles (se a distância aumentar para o dobro a gravidade diminui para a 4ª parte, se aumentar para o triplo diminui para a 9ª parte, ...).</br>
A partícula que teoricamente conduz a gravidade é o gravitão, mas esta partícula nunca foi experimentalmente encontrada.</br></br>

Força Nuclear Fraca~ Força nuclear fraca: é a força responsável pela radioactividade de algumas substâncias. É 1015 vezes mais forte do que a gravidade (ou seja multiplicada por 10 quinze vezes). Mas o seu alcance é muito pequeno, na ordem dos 10-18 metros (um metro que se divide por 10 dezoito vezes), o que é somente um décimo do diâmetro de um protão. A sua influência diminui com o sêxtuplo da distância (se a distância aumentar para o dobro a força diminui para a 64ª parte). As partículas que conduzem a força nuclear forte são o bosão W e o bosão Z.</br></br>

Electromagnetismo~ Electro-magnetismo: é a força que actua entre partículas carregadas (que têm carga eléctrica). É 1038 vezes mais forte do que a gravidade . E o seu alcance é também infinito e a sua influência também diminui com o quadrado da distância das cargas eléctricas. Deve-se a ela a atracção ou repulsão entre imans, a electricidade estática, a luz, as ondas de rádio, os raios-x e outras ondas electromagnéticas, é a força que mantém os electrões (de carga negativa) à volta do núcleo atómico (que tem carga positiva). A partícula que conduz o electromagnetismo é o fotão.</br></br>

Força Nuclear Forte~ Força nuclear forte: é a força que mantém unidos os núcleos atómicos.</br>Tem uma magnitude relativa (em relação à gravidade) de 1040. É a força mais poderosa das 4, capaz de unir protões que de outra forma de afastariam (devido à sua carga positiva). A razão porque não é sentida pelas pessoas é porque o seu raio de alcance é de apenas 10-15 metros, o que é o diâmetro médio do núcleo atómico.</br></br>

Neste momento da história do Universo as 4 forças são claramente distintas, tanto em alcance como em características. São descritas pela Mecâcnica Quântica.</br>
As 3 últimas forças (electro-magnetismo, forças nucleares fraca e forte) são descritas por uma só teoria, a Teoria Quântica Unificada. Dessa forma as 3 são simples manifestações diferentes do mesmo princípio.</br>
Somente a gravidade não é incluída (principalmente porque não foi ainda descoberto o gravitrão), pelo que ainda não há bases científicas para a chamada Gravidade Quântica, que Einstein procurou até ao fim da vida, como parte do processo de unir a Relatividade com a Mecânica Quântica (ver Decem dimensiones).</br></br>

Existe a teoria de que as quatro forças já foram uma só, no início do Universo.</br>
À medida que este arrefecia (e antes do primeiro segundo depois do Big Bang) as forças foram-se separando.
Primeiro deixou o grupo a Gravidade (10-43 segundos depois do Big Bang).</br>
Em seguida foi a fez da Força Nuclear Forte (10-35 segundos depois do início).</br>Depois separarem-se o Electromagnetismo e a Força Nuclear Fraca (10-11 segundos após o Big Bang).</br></br>O Universao em que vivemos é a directa consequência dos caminhos desavindos destas 4 irmãs separadas à nascença...</br></br>

Quatro irmãs de leite


Publicado por Mauro Maia às 23:07
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

6 comentários:
De Diana Gois a 21 de Junho de 2005 às 15:08
Passo por aqui com muita regularidade. Aprecio imenso os temas que coloca em análise. Temo, porém, que seja dar "pérolas a porcos". O conhecimento, nos tempos que correm, não só não é valorizado, como muitas vezes é ridiculazido. De todo o modo, parabéns e por mim continue, porque valorizo e quero saber sempre mais, sobre assuntos que não são da minha área especifica (sociologia. Parabens, uma vez mais


De Diana Gois a 21 de Junho de 2005 às 15:10
Onde escrevi "ridiculazido" queria escrever "ridicularizado", como penso ser perceptível.


De Mauro a 21 de Junho de 2005 às 20:21
Obrigado pelas palavras Diana. Quando criei o Cognosco reaceava que teria pouca aceitação mas a experiência com o blog mostrou-me que estava errado. Neste momento o Cognosco regista uma média de 50 visitas diárias. É de facto significativo para um blog com tão poucos meses. Só tenho de agradecer a todos quantos fazem do Cognosco uma visita diária.


De Cludia Rodrigues a 23 de Junho de 2005 às 14:40
:-) Este blog continua interessante. Ou ciência ou latim, estamos sempre bem servidos ;-P


De Mauro a 23 de Junho de 2005 às 23:48
Há 3 dias que procuro colocar novos artigos no Cognosco e não consigo. Apesar do serviço aceitar a minha palavra-passe não me dá acesso à área de gestão. Peço desculpa pelo facto, apesar de não ser da minha responsabilidade. Já indaguei junto do Sapo o que se passa e aguardo resposta


De Rata Zinger Ressuscitada a 1 de Julho de 2005 às 18:39
Estranho. Quer dizer que ficamos sem Mauro? Mas isto é uma calamidade.


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005