Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Sexta-feira, 3 de Junho de 2005
Pri(s)ão
As proteínas são o faz-tudo no corpo de qualquer ser vivo.</br></br>Têm diversas funções no corpo: formam e mantêm os músculos, servem como reagentes nas reacções químicas necessárias à vida, são as responsáveis pela duplicação do ADN das células, permitindo que estas se multipliquem, reparam o ADN, servem de transportadoras químicas e ainda outras.</br></br>Cadeia de aminoácidos</br>Todas as proteínas são constituídas por cadeias de aminoácidos. Quantos mais aminoácidos mais comprida é a proteína. Só há 20 aminoácidos diferentes mas as proteínas podem ter até centenas deles.</br>
Proteína enrolada sobre si mesmaA função de cada proteína é determinada pelos aminoácidos que a compõem e principalmente pela forma como a cadeia de aminoácidos se enrola (As proteínas não formam «fitas» de aminoácidos, formam novelos de aminoácidos).</br></br>As proteínas cuja forma e composição lhes dão funções «activas» (como reagir, duplicar, reparar,...) chamam-se enzimas.</br></br>As enzimas são indispensáveis ao funcionamento e manutenção do corpo.</br>Por exemplo, as enzimas são em parte responsáveis pela digestão dos alimentos (a par com o ácido clorídico e dos movimentos do estômago).
As enzimas cuja função específica é decompor uma determinada molécula recebem o sufixo «ase». E.g. a enzima que digere a lactose, o açúcar no leite de vaca, denomina-se lactase.</br>Como todos os açúcares o nome termina em ose (Sacarose, frutose,...) e a enzima responsável pela sua decomposição (se houver alguma específica como na lactose) terminará em ase</br></br>As enzimas como «robots» biológicosPortanto as enzimas são os robots do corpo. São elas que activam, transformam, mexem, transportam,...</br></br>Mas existe um lado negro da força das proteínas.</br>Há enzimas mutantes cuja única função é transformar outras proteínas em cópias da enzima. Essas enzimas mutantes chamam-se priões.</br></br>Um prião desloca-se pelo corpo transformando proteínas em cópias suas. Tendo em conta a universalidade das presença e da função das proteínas nos organismos percebe-se a sua periculosidade.</br></br>Algumas das doenças que há algum tempo fazem parte das notícias são causadas por priões.</br>A mais falada ultimamente é a Doença das vacas loucas</br>(Encefalopatia Esponjiforme Bovina)
e a sua variante humana, a Doença de Creutzfeldt-Jakob</br>
Esta doença é provocada por um prião que se concentra no cérebro e que vai transformando o tecido no cérebro em cópias suas. Por isso o cérebro vai perdendo capacidades e vai-se tornando esponjoso, devido aos buracos que os priões vão causando.</br></br>O problema dos priões é que não são susceptíveis a tratamentos para a sua irradicação. Afinal são proteínas e para os atacar só atacando o corpo todo, que é principalmente constituído por água e proteínas.</br></br>Ora os vírus não são seres vivos, pelo que os antibióticos não os afectam. (Ver o artigo Piscis est carnis sobre os 5 Reinos de Vida).</br>Os antibióticos funcionam rebentando as paredes celulares. Como os vírus não são células os antibióticos nada rebentam. Quando se tem uma doença provocada por um vírus (como uma constipação) de nada serve tomar antibióticos. Não funcionarão. Tem de se esperar que os glóbulos brancos do corpo os devorem (o mecanismo pelo qual os agentes patogénicos são destruídos no corpo é pela sua absorção e digestão pelos glóbulos brancos).</br></br>Os mesmo se aplica aos priões. Como são proteínas não têm células para serem rebentadas. E infelizmente nem os glóbulos brancos (o nosso exército e polícia juntos) conseguem travá-los...</br></br>Existe uma curiosa teoria de que os priões poderão estar envolvidos no forte tabu que a generalidade das sociedades humanas têm em relação ao canibalismo.
Ingerir corpos de pessoas mortas acarreta o risco de ingerir os seus priões, pelo que as pessoas que o faziam podiam «enlouquecer» algum tempo depois.</br>O tabu terá surgido com a interpretação dos sintomas como castigos dos espíritos ou dos deuses pela ingestão de seres humanos.</br>Quando surgiu a moralidade terá incorporado o velho
tabu.</br>Uma das sociedades conhecidas que pratica(va)m o canibalismo é a Tribo Foré na Papua Nova-Guiné. Alguns membros desta tribo (que só oficialmente terá deixado o canibalismo) sofrem de uma patologia semelhante à Doença de Creutzfeldt-Jakob provocada por um prião na carne humana que ingerem...


Publicado por Mauro Maia às 23:29
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Lady Nox a 6 de Junho de 2005 às 17:42
Quanto a essa tribo, pelo que li há já algum tempo, parece que essa patologia praticamente desapareceu desde que abandonaram o canibalismo, o que seria um argumento a favor de que tivessem, efectivamente, deixado essa prática.


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005