Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Terça-feira, 17 de Maio de 2005
Pseudis paradoxa
Em muitos aspectos da vida encontramos paradoxos, ideias cujas naturezas contrastam uma com outra de forma (simétrica):</br>
</br>
. Em Literatura é uma das figuras de estilo com que se pode enriquecer um texto (prosa ou poesia). e.g. O deserto é um mar de amarelo.</br>
: Em Matemática encontram-se também vários paradoxos lógicos, por exemplo usados para demonstrar a falsidade de um argumento. Os Paradoxos de Zenão são um bom exemplo matemático-filosófico, usados por Zenão para «demonstrar» a irracionalidade do conceito de uma linha recta; o Teorema de Gödel, que mostra que a Matemática não se pode auto-demonstrar.</br>
.: Em Filosofia surgem também por vezes para rebater argumentos, outras pelo fascínio que exercem sobre o espírito humano. A exclamação de um filósofo Cretense de que todos os Cretenses são mentirosos gera a mesma dinâmica que o célebre paradoxo, já antes referido, Esta frase é falsa (ver o artigo Excepção)</br>
:: Em Psicologia Freud, procurando entender porque riem as pessoas, desenvolveu uma teoria que baseava o riso na descarga emocional com que o cérebro lida com paradoxos lógicos;</br>
.:: Em Biologia estranhamente há também paradoxos, não se limitando estes às construções do espírito humano. Os cavalos marinhos machos são fecundados pelas fêmeas, carregam as crias em bolsas especiais até ao seu nascimento e cuidam delas depois. (É paradoxal na medida em que é um ciclo oposto ao da maioria dos restantes animais do planeta)</br>
</br>
Rã paradoxal Um outro bom exemplo disso é a chamada Rã Paradoxal. O nome de paradoxal advém de uma característica singular que possui. Na maioria dos animais a cria nasce pequena e depois cresce até ficar do tamanho de um adulto. Na generalidade das rãs começa como pequenos girinos que depois crescem para se tornarem adultas. Mas o girino da Rã Paradoxal mede até 25 centímetros e depois encolhe para ficar com os 8 centímetros de um adulto! Estas rãs vivem na ilha de Trinidade e também na Amazónia brasileira.</br>
</br>
Diminui de tamanho quando cresce. Faz lembrar aquela célebre frase «a juventude é desperdiçada nos jovens», querendo significar que lhes falta a maturidade para apreciarem a sua saúde e forma física convenientemente. (Esta questão não é consensual...). É um pouco como se devéssemos nascer todos velhos e indo ficando progressivamente mais novos à medida que os anos passavam.</br>
Esta rã já há muito fez esta pseudo alteração. Pseudo porque se restringe apenas ao tamanho, envelhece e morre como as outras...</br>
</br>
Pseudis paradoxa: nome científico da Rã paradoxal</br>


Publicado por Mauro Maia às 22:33
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De Rata Zinger a 18 de Maio de 2005 às 11:05
Esse fenómeno da Rã Paradoxal é a ideia que eu tinha de mim própria quando era miúda. Não é bem, bem, mas quase, explico-me. Eu acreditava que iria crescer até aos 20 anos e que depois eu voltaria a ser criança e que depois cresceria sempre, infinitamente, até me tornar velha. E morria, claro. Na minha primeira passagem pelos 20 anos, o crescimento seria portanto um retroceder até à infância, à pequenez.


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
45 comentários
Artigos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005