Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Domingo, 15 de Maio de 2005
Está frio por aqui

Termómetro Porque será que um dia com uma temperatura de 30º na Europa é quente mas 30º nos EUA é frio?</br></br>



Como toda a gente sabe, não é porque os Americanos (os estado-unidenses mais correctamente, porque os Americanos podem ser os Canadianos, os Mexicanos, os Brasileiros,... Aqui dou razão aos espanhóis) serem mais quentes do que os Europeus, para acharem que 30 º é frio.</br></br>



Tem a ver com a escala de temperaturas que se usam na Europa e nos EUA. Na Europa (e resto do Mundo) é a escala de Celsius, nos EUA é a escala Fahrenheit.</br>
Todos já ouviram falar da temperaturas Fahrenheit. É impossível escapar-lhe, tendo em conta a dominância cultural estado-unidense do Mundo.</br>
Mas de onde veio esta escala?</br>
Se é assim tão importante porque é que nos EUA é usada?</br>
Qual a diferença entre Fahrenheit e Celsius (e Kelvin, outra medida de temperatura?)</br></br>



Sempre se procurou formas de expressar temperaturas de modo a que todos soubessem ao que se referiam (estabelecer premissas comuns para evitar desentendimentos, ver o artigo Dividere nam regere sobre a importância de premissas comuns).</br></br>



FahrenheitNo início do século XVIII, Gabriel Fahrenheit (inventor alemão que criou o termómetro de álcool e depois o de mercúrio) introduziu a escala que tem o seu nome, a Escala Fahrenheit
Nesta escala e de forma arbitrária, considerou 0ºF a temperatura de um mistura de gelo e sal, 30ºF para a temperatura a que a água congela e 90ºF a da temperatura média do corpo humano. Mais tarde a escala foi aprimorada para 32ºF para a congelação e 98,6ºF para a temperatura do corpo. O intervalo entre os 32ºF a que a água congela e os 212ºF a que ferve está dividido em 180 partes.</br></br></br></br></br></br>







CelsiusO astrónomo holandês Anders Celsius criou uma outra escala, a Escala de Celsius.</br>



Nesta escala considera-se 0ºC a temperatura a que congela a água e 100ºC a temperatura a que ferve. O intervalo entre as duas temperaturas está dividido em 100 partes (os graus centígrados, outro nome para os graus Celsius, porque a escala tem como referência um intervalo com 100 partes).</br></br>



Mas estas escalas dependem da temperatura a que congela ou ferve a água, que varia conforme a pressão a que está sujeita, sendo maiores no fundo do mar (muita pressão) e menores no topo de uma montanha (pouca pressão).</br></br>



Para contornar esta questão Lorde William Thomson Kelvin criou uma escala igualmente centígrada, mas que usava como temperatura de referência o zero absoluto, a menor temperatura possível no Universo.</br></br>



~ Como assim menor temperatura do Universo? Já alguém andou pelo Universo para saber?</br></br>



A questão do zero absoluto tem a ver com o que a temperatura mede realmente.</br>
A temperatura mede o grau de agitação das moléculas de um corpo.</br>
Quanto mais agitadas estão as moléculas mais quente está.</br>
Quanto menos agitadas estão as moléculas menos quente está.
</br>O zero absoluto é o estado em que as moléculas estão completamente imóveis. Nunca se conseguiu esse feito num laboratório ou isso foi registado.</br>
Mas tendo em conta o Princípio da Incerteza de Heisenberg, qualquer forma de registar a temperatura provoca algum tipo de agitação nas moléculas do que é observado, fazendo com que a temperatura deixe de ser zero (absoluto) e por isso essa temperatura não pode ser registada.</br>
A temperatura a que se encontra o espaço interestelar é, neste momento, de 3 K (registada nos resquícios do Big Bang, a radiação de fundo que nos chega vinda de todos os lados).</br>
(Na escala do Zero Absoluto não se diz «graus Kelvin». Diz-se «3 kelvins» com letra minúscula e usa-se o K maiúsculo para as unidades).</br></br>



Na verdade as coisas não estão quentes ou frias.</br>
Sendo o calor uma medida da agitação das moléculas é tudo
uma questão de se estão mais ou menos quentes.</br></br>



Micro-ondas Este é o princípio pela qual funcionam os Fornos Micro-ondas.
As Micro-ondas são ondas electro-magnéticas (como a luz, as ondas de rádio, os raios ultra-violetas,...). Quando a luz incide sobre um corpo este aquece, a energia dos fotões de luz agitam as moléculas quando embatem. Quando as micro-ondas são projectadas sobre um corpo tembém agitam as suas moléculas, mas mais intensamente (as micro-ondas não se vêem mas são mais energéticas do que a luz visível). Quanto mais intensas são as Micro-ondas e quanto mais tempo um corpo estiver sobre elas mais quente fica o corpo que lhes está exposto.</br></br>



Assim a Escala Fahrenheit é a menos científica das três escalas de temperatura e só nos EUA é ainda usada (mas os cientistas há muito usam a escala Celsius). Parte da questão prende-se com não ser uma escala centígrada, o que dificulta os cálculos. Só quem já está habituado não estranha.</br>
(Para um povo tão orgulhoso da sua independência e grau tecnológico é estranho que se prenda a uma escala arcaica com origens no seu passado colonial...)</br></br>



Concluindo, e para que se perceba do que se fala,
~ para converter Celsius em Fahrenheit subtrai-se 32 e divide-se por 1,8 ;</br>
~ Para converter Fahrenheit em Celsius multiplica-se por 1,8 e soma-se 32
.</br></br>



E.g.</br>
30º C -> 30-32 = -2 : 1,8 -> -1,11º F (a água congela a 30ºF !)</br>
30º F -> 30 x 1,8 = 54 + 32 -> 86ºC</br>



Publicado por Mauro Maia às 22:10
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

1 comentário:
De kamaruana a 16 de Maio de 2005 às 13:03
Uff, tá calor!Parabéns e obrg.pelas informações


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
45 comentários
Artigos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005