Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Quinta-feira, 31 de Março de 2005
Provérbios e adivinhas
Nunca gostei muito de provérbios. Eles são as letras enlatadas que alguém abre quando quer ter razão, independentemente de a ter ou não. E há para todos os gostos, como as sardinhas em óleo vegetal ou com molho de tomate. Por exemplo:</br>
Deve-se ser cauteloso - "Homem prevenido vale por dois"</br>
Não se deve ser cauteloso - "Quem não arrisca não petisca"</br>
E muitos mais exemplos há. Mas estes enlatados são muito mais antigos do que poderíamos pensar. Veja-se este exemplo dos Gregos antigos:</br>
Provérbio clássico grego</br>
É mais ou menos não dar como certo algo até que efectivamente aconteça. A água pode bem cair do copo antes de nos chegar aos lábios...</br>
</br>
Mas também as adivinhas são antigas. Com estas até simpatizo. Uma das minhas favoritas é aquela do filme "A vida é bela": Quando dizem o meu nome desapareço. Resposta: o silêncio.</br>
Mas também os Gregos já as tinham. Vejam esta</br>
"Sou membro do homem e o ferro me corta;</br>
tirando uma letra sou o sol que se põe"</br>
Resposta: a unha</br>
Adivinha clássica grega</br>
Tirando o omicron inicial (a nossa letra "o") passa-se de ónux (a unha, que faz parte do corpo humano e que se usa(va) um instrumento em ferro para cortar) para nux (a noite, que é quando o sol se põe)</br>
Estes Gregos...</br>
Não há foma de saber quando pela primeira vez terão surgido provérbios e adivinhas. Só desde o advento da escrita podemos saber que existem. Mas eu presumo que sejam tão antigos como a linguagem humana. Sempre fomos uma espécie com uma cabecinha pensadora...</br>


Publicado por Mauro Maia às 01:33
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

2 comentários:
De tia_Marge a 31 de Março de 2005 às 19:46
Oi..o teu blog ta fixe..visita o meu: www.casablack.blogs.sapo.pt


De Frater M a 31 de Março de 2005 às 20:11
Yah, man, estilo, tal e coisa... Não há como não ler para achar fixe. Estes hodiernos tempos em que vivemos...


Comentar artigo

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005