Últimas atualizações
Novo endereço do Cognosco: http://www.cognoscomm.com
Diário das pequenas descobertas da vida.
Quinta-feira, 20 de Setembro de 2012
Legume de ouro
Por vezes, há pequenos pedaços de informação que surpreendem não por serem inacreditáveis mas por serem tão óbvios que espanta não se ter pensado nisso antes. Em parte, o Cognosco nasceu como forma de registar essas pequenas informações.
A de hoje reporta-se a um vegetal abundante nos países mediterrânicos (Portugal, há alguns anos, era o 3.º maior produtor mundial mas Marroocos ultrapassou-nos em 2010, para nossa inconsciente vergonha!) e que, apesar de todos (?) já dele terem ouvido falar, poucos parecem dele ter conhecimento: a Alfarroba, usada como medida para o ouro em tempos antigos (e presente ainda hoje na linguagem)!
Não é o vegetal que mais profundamente está ligado a Portugal (essa glória pertence à laranja, como visto no artigo Doce Mecânica, que leva o nome nacional a uma variedade de línguas internacionais). Mas é um legume a que geralmente não se associa essa designação, optando-se por incorretamente chamar a outros vegetais «legumes» sem que o sejam. Como amplamente visto no artigo Frutos e legumes, os legumes são os frutos de plantas com vagens (a família Fabaceae). Assim, as favas (de onde vem o nome da família) são legumes mas as batatas não; as ervilhas são legumes mas as cenouras não; o feijão é um legume mas o tomate não; o amendoim (!) é um legume mas a couve não.

A Alfarroba, usada como substituto de chocolate devido à cor negra dos seus grãos amadurecidos, é outro membro da ilustre família dos Legumes (é a terceira família mais extensa em número de espécies de plantas terrestres). A ligação deste humilde legume ao ouro começou com a ideia (errada mas é assim que crescem as línguas humanas e as suas culturas) de que as sementes de Alfarroba tinham sempre o mesmo peso (aproximadamente 0,2 gramas). Como tal, eram usadas como medidas de peso «confiáveis» para pesar o ouro (recorde-se do célebre episódio de Arquimedes e a Coroa do Rei Minos, contado e reavaliado no artigo Aurea corona, para recordar a importância da correta pesagem do ouro). As moedas romanas Solidus, feitas de ouro puro, pesavam «exatamente» 24 sementes de Alfarroba (ou 4,5 gramas).
Um solidus correspondia a uns impressionantes 275 mil denários para que recorda as aventuras de Astérix.

Como é usual na evolução das línguas, o termo grego para «feijão/alfarroba» era keration (da palavra kéras «corno», devido à forma das vagens da maioria dos legumes). Esta palavra grega ter-se-á tornado em «qirât» em árabe, o que deu origem à palavra portuguesa quilate, termo ainda usado para classificar a qualidade do ouro: algo metálico em que 100% do metal é ouro tem «24 quilates» (ou 24 sementes de alfarrobas...)
Assim, quando se dá alfarrobas ao gado como alimentação, é uma alimentação de 24 quilates!
Países produtores de Alfarroba em 2010
  1.  Espanha: 48 mil toneladas
  2.  Itália: 25 mil e 337 toneladas 
  3.  Marrocos: 20 mil e 489 toneladas
  4.  Portugal: 19 mil e 400 toneladas
  5.  Grécia: 13 mil e 300 toneladas

 



Publicado por Mauro Maia às 16:05
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

Estatísticas

Nº de dias:
Artigos: 336
Comentários: 2358
Comentários/artigo: 7,02

Visitas:
(desde 26 de Abril de 2005)
no Cognosco
 
Cogitações recentes
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
achei muito interessante essa sua forma de ver a l...
Obrigado, Desejo um bom 2014 também.
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
45 comentários
Artigos

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Agosto 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005