Diário das pequenas descobertas da vida.
Domingo, 6 de Março de 2005
Há momentos para tudo
Em cada altura, em qualquer altura somos confrontados com algo que nos surpreende ou então com algo que confirma aquilo que, já esperado, nos desagrada que sobre isso tenhamos razão.
É a vida.
Não costuma ser o que gostávamos, não costumamos ser nela aquilo que gostaríamos, não costuma mostrar de nós aquilo que esperaríamos ou queremos.
É simplesmente a vida. E com 4 letrinhas apenas se escreve todo um ser humano. Quantas vezes gritamos para o deserto que são os outros?
Mais do que gostaríamos mas também bem menos do que tememos.
Há que sermos quem, a cada segundo, somos e depois logo se vê. É deslumbrante saber que um só coração tenha sido tocado pelo nosso mas não é para isso que se grita. Grita-se para sabermos que temos cordas vocais.
E aqui eu grito.
M.C. Escher - Rind
Image by M.C. Escher


Publicado por Mauro Maia às 23:15
Atalho para o Artigo | Cogitar | Outras cogitações (2) | Adicionar aos favoritos

Sábado, 5 de Março de 2005
Novos mundos
Fronteiras são para quem quer viver num redil.
Mundos são para quem quer viver.
Procurar novos mundos é (vi)ver num mais de mil,
Colocar novas fronteiras é fechar-se por temer.

A vida nada ensina, porque somos nós que a fazemos.
Somos simultaneamente pais e filhos da vida que levamos ou permitimos que nos leve.
Queremos uma nova vida? Experimentar novas coisas?
Arregace-se as mangas. A vida não se faz por si mesma.
Claro que parece, claro que é uma boa desculpa pensar que "a vida" é tramada, que "a vida" não se proporcionou, que "a vida" não permitiu.
Mas tudo o que alguma vez faremos ou não faremos, seremos ou não seremos, diremos ou não diremos, amamemos ou não amemos é da na nossa ÚNICA responsabilidade.
Procure-se no umbigo aquilo que se procura no nariz...
Se tropeçar-mos nas pedras do caminho tanto melhor. Nada ensina tão bem como vermos o mundo por um novo ângulo.


Publicado por Mauro Maia às 12:08
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

APU (Attack Personal Unit)
Pense-se o que se pensar da trilogia Matrix neste último os APU (ou RV Adam, já nem sei) sem dúvida despertaram-me a atenção. Fazem-me lembrar o veículo que a Ripley usou no Alien 2 para lutar contra a rainha. No mínimo impressionante...</br></br>Constructicons form Devastator!


Publicado por Mauro Maia às 11:31
Atalho para o Artigo | Cogitar | Outras cogitações (2) | Adicionar aos favoritos

Sexta-feira, 4 de Março de 2005
Ah, a foto de família...
Árvore da ascendência do Homem</br></br>

Eis o ponto corrente dos nossos antepassados. Eu acho a lista linda. Como evoluímos, crescemos e somos o que somos, quanto somos parecidos com pais, primos, tios, parentes distantes... Somos algo que se transcendeu pelo seu próprio esforço, sem muletas míticas. O esforço que tantos fazem para retirar o brilho à nossa luta pelo crescimento faz lembrar aqueles que, de origem humilde, esquecem familiares e a terrinha de onde vieram quando se tornam milionários.</br></br>

Ainda não vi ou ouvi qualquer religião/crença explicar estes fósseis. Sim, porque eles existem e estão pelo mundo. Como explicam o invisível se ñem o visível conseguem? Isto é o aqui e o agora, o livro sagrado cujas páginas chegaram a nós. Será que cada um dos nossos parentes foi um erro da criação que duraram alguns milhões de anos antes de serem vistos como erros? Como co-existirem alguns lado a lado durante tanto tempo? Um artista ou preserva uma obra-prima ou destrói-a antes de fazer outra. Aguardo explicações. Sou bom moço, bem apessoado e tenho a cabeça aberta para novas experiências. Têm é que ser lógicas e cobrir qualquer situação que careça de justificação. Só as da ciência têm sobrevivido ao teste do tempo... Mas venham elas...</br></br>

Cada ponto de interrogação é um elo que falta descobrir (se alguma vez o for).</br>
É verdade que vivemos numa sociedade que não valoriza os mais velhos, os nossos ascendentes. Eu acho isso horrível e aplaudo todos estes nossos familiares. A semelhança é óbvia e ascendente ao longo das linhas de evolução.</br>É curioso que os Astecas tinham ESTE mito sobre a criação do Homem: os Deuses fizeram várias experiências para criar um ser humano. Tentaram e tentaram até que acertaram(?). Algumas das experiências falhadas(?) são os actuais macacos. Os Astecas não conheciam os símios, dos quais fazemos parte, juntamente com os orangotangos (Indonésia), gorilas (África), Chipanzés(África). Não havia símios no Novo Mundo, se não ainda mais os Astecas teriam a sua crença justificada. Esta foi a ÚNICA religião/mitologia que alguma vez li que explicava essa notável semelhança. Obviamente que os símios NÃO são experiências falhadas...</br></br>

É de notar que a espécie animal mais próxima do Chipanzé é o Homem (99%), tal como são os Chimpazés os nossos parentes mais próximos. Os Gorilas estão tão longe de nós como dos Chipanzés. Estes nossos primos são os nossos familiares mais chegados. Há todos os animais do Mundo e, separados de todos mas bem juntos, estão Homem e Chimpazé.</br></br>

Por isso não me peçam para ir a um circo ou visitar a jaula dos "macacos" no Zoo. Já é um acto bárbaro fazer isto aos nossos parentes, ainda mais ir ver. Mas o Homem também é isso. Caramba, que somos uma espécie complicada...</br>
vide: http://www.mnh.si.edu/anthro/humanorigins/ha/ances_start.html


Publicado por Mauro Maia às 17:28
Atalho para o Artigo | Cogitar | Outras cogitações (2) | Adicionar aos favoritos

Alquimia
Uma das coisas que me apela ao espírito é saber até ao menor nível possível a origem do nome de coisas, pessoas e lugares... Saber o que estaria na mente dos povos ou indivíduos quendo nomearam algumas coisas. Uma escolha aleatória não deve ser a maioria dos casos.
Por exemplo, o Oxigénio tem como símbolo químico O, o Hidrogénio é H, mas a Prata é Au e o Mercúrio é Hg. É claro que tem a ver com a origem grega ou latina dos nomes, mas que origem é essa, tão diferente do nome português actual? Eu tive curiosidade e fui ver.
- Prata é Argentium em Latim. Daí o Ag e também a origem do nome do país, Argentina, onde existia muita quantidade deste metal. E o nome do principal rio do país é Rio de la Plata. Em Francês é ainda Argent e em Italiano Argento...
- Mercúrio é Hg porque a prata é Argentium. Mercúrio era Hidrogerium, o que significa "prata líquida". Qualquer um que olhe para um termómetro analógico percebe porquê.
- Ouro ser Au é mais óbvio. Ainda hoje as coisas relacionadas com o metal são áureas...
- Chumbo ser Pb é menos óbvio. Em Latim era Plumbum.
- o Enxofre é S, que vem de Sulphur. Daí o nome de H2SO4 ser ácido SULFÚRico.
- Potássio é K, quem vem de Kal em Latim, que deu origem ao nome da nossa cal.
- Hélio é He, óbvio como o O e o H. Hélio era a divindade grega do SOl. Melhor dizendo o disco solar. Apolo era a divindade grega associada ao Sol. Apolo era a divindade que conduzia o carro puxado por cavalos voadores durante o dia que rebocava o Sol ao longo do céu. Mas o Sol em si era Hélios.
Este gás nobre chama-se Hélio porque, apesar de ser o segundo elemento mais abundante do Universo, só foi descoberto há um ou dois séculos, quando se pôde investigar a composição do Sol. Parte era um gás só existente na Terra em moléculas com outros elementos. Como foi descoberto inicialmente no Sol chamou-se Hélio. Os nossos planetas são Romanos mas a nossa estrela é Grega.
E mais, e mais,... O tempo não dá para já para tudo...


Publicado por Mauro Maia às 10:19
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

Quinta-feira, 3 de Março de 2005
X-tmas tree
Eis uma árvore de Natal original...
Espero que nenhum político em Portugal procure fazer uma destas...
X-tmas tree


Publicado por Mauro Maia às 22:20
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

Magna vs Parva
Há coisas que nos surpreendem pela simplicidade.
Os cartagineses tinham várias cidades espalhadas pelo norte de África. A mítica Cartago e pelo menos as cidades de Leptis Magna e Leptis Parva. Sempre me perguntei porque seria que um povo teria dado a uma cidade o nome de Parva. "Então pá, de onde vens? Da Esperta. E tu?" "Venho da Parva" "Oh pá, azar, mas pode ser que com um bocadinho de escola lá chegues..." Quer dizer, podia ser coincidência. Mas a outra Leptis era Magna, a grande. Porque seria que esta era Leptis, a parva e não Leptis, a pequena?
Bom, é que é mesmo Leptis, a pequena. Parva (que se lê párua) quer dizer pequena em Latim. Agora como é que passámos de ver que uma criança parva é simplesmente pequena para a ver como intelectualmente estimulada é que me ilude de todo...


Publicado por Mauro Maia às 22:15
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 2 de Março de 2005
Áur iuth...
Não há dúvida (?) que todos os dias aprendemos com os nossos alunos.
Hoje um aluno de uma turma de Desporto, preocupado com o teste de Matemática que fará amanhã perguntou-me:
"O professor não vai por nada no teste que não saia, pois não?"
Ah, estes jovens, tão cheios de vitalidade mental...
Não lhe respondi mas apeteceu: "Ah e tal, porque és jovem..."
Também não deu porque os colegas dele irromperam em gargalhadas.


Publicado por Mauro Maia às 22:42
Atalho para o Artigo | Cogitar | Adicionar aos favoritos

Cognosco ergo sum

Conheço logo sou

no Cognosco
 
Cogitações recentes
Olá Ribeiro. Eis um link atualizado para a folha d...
Seria possível fornecer um link atualizado para o ...
Obrigado, João, pela contribuição. Não está no art...
Estive lendo sua cogitação à respeito do cálculo d...
Obrigado, Aleff, pelo apreço pelo artigo. Exatamen...
Artigos mais cogitados
282 comentários
74 comentários
66 comentários
62 comentários
44 comentários
Artigos

Setembro 2018

Novembro 2017

Outubro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Julho 2016

Março 2015

Dezembro 2014

Outubro 2013

Maio 2013

Fevereiro 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Janeiro 2012

Setembro 2011

Abril 2011

Fevereiro 2011

Dezembro 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Abril 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005